Consumismo: dicas para comprar consciente

O consumismo é o ato de comprar excessivamente e sem necessidade, sendo motivado apenas por impulso ou o simples desejo de comprar. Então este ato é destrutivo e afeta a vida em diversos aspectos, podendo levar ao endividamento. você é ou conhece alguém que é consumista?

Se você exagera nas compras, fica difícil manter o orçamento sob controle e no final ficar no azul. Se está procurando por uma ajudinha para diminuir o consumismo? Então, continue lendo e descubra como

Dicas para combater o consumismo e economizar dinheiro sempre

Claro que está tudo bem fazer uma compra ou outra. O problema começa quando o consumo é exagerado e vai te prejudicando. Sabia que com algumas simples práticas você aplica o consumo consciente no seu dia a dia e passa a ser menos consumista? E assim também economiza muito mais.

Confira as dicas que o Ideal finanças preparou para você.

1. Entenda o motivo de você querer comprar algo

É muito comum sair comprando sem necessidade, principalmente quando somos afligidos por alguns sentimentos como: ansiedade, tristeza, solidão, entre outros. Assim que surgir o desejo de comprar algo é importante que você entenda o que motiva esse desejo. Faça as seguintes perguntas a si mesmo.

  • O que está me levando a querer comprar?
  • Eu preciso desse item neste momento?
  • Este item é útil? vou usá-lo com frequência?
  • Isso é essencial ou consigo viver sem ele?

Sempre se pergunte sobre isso antes de qualquer compra impulsiva. Isso vale também quando o assunto é comida, se você sacia seus sentimentos comprando doces, chocolates, salgados se pergunte antes. Há outra maneira de liberar meus sentimentos de frustração? portanto, não deixe o espirito consumista dominar você.

Razão x emoção

Consumismo: dicas para comprar consciente - 88a9abd0096f378c2e0a11e9a6f4f4bb
Consumismo: dicas para comprar consciente

Ainda compreendendo as motivações, é de suma importância que você aja com a razão nestes momentos. Mesmo que o produto tenha um forte apelo emocional, é necessário ser racional. Logo que passamos por placas e anúncios de promoção é natural ficarmos tentados a aproveitar as ofertas.

Nestes casos continue a se perguntar o preço é bom mesmo, se você tem condições de pagar por ele e, principalmente, se o gasto vai prejudicar seu orçamento. Ao fazer estas perguntas responda com sinceridade não tente enganar sua razão, pois uma compra mau planejada pode te prejudicar e te impedir de cumprir com seus compromissos financeiros.

2. Defina um limite de gastos para compras

Se você não tem o hábito de planejar seu orçamento certamente não sabe como seus gastos estão distribuídos. Sugiro que use um método simples chamado 50/30/20 ele é muito simples e irá salvar seu orçamento. Para usá-lo basta usar a seguinte regra você irá pegar todo seu rendimento liquido e organizar desta forma:

  • 50% do seu ganho será para seus gastos essenciais (moradia, alimentação, transporte, etc.)
  • 30% será para gastos com supérfluos (passeios, roupas, presentes, etc.)
  • 20% e por fim esta porcentagem será para poupar ou investir.

A parte mais importante deste método é os 20% que você irá guardar ou investir (se tiver conhecimentos sobre o assunto) ele será sua reserva de emergência, mas também pode ser usado para alcançar objetivos de ter uma casa, carro ou viagens.

3. O que é essencial e o que é consumismo?

O consumismo nos impede de ter análise critica e tudo que é legal ou bonito aos nossos olhos acabamos comprando. Para eliminar isso temos que desenvolver a capacidade de analisar o que de fato é essencial ter na geladeira, no guarda-roupa, na casa, no corpo. este é um grande passo para uma vida menos consumista. Então defina racionalmente o que é preciso adquirir no momento e o que pode ser comprado depois.

4. Trabalhe com Listas especiais

Talvez a ideia de fazer uma lista pareça ultrapassada para você, mas uma simples lista feita no celular ou no papel pode salvar seu orçamento. Já que temos em mãos exatamente o que precisamos isso nos impede de comprar coisas desnecessárias. A partir de hoje ao ir no supermercado ou shopping faça uma lista de “necessidades” e outra lista de “desejos”.

Além disso, elabore e defina seus “sonhos de consumo” bem como objetivos. Quando não sabemos onde queremos chegar ficamos a deriva. E por fim adquirimos coisas que não fazem falta deixando mais distante o que realmente está nos nossos planos.

5. Ofertas reais

Consumismo: dicas para comprar consciente - ofertas

Antes de comprar qualquer produto em oferta sempre confira se a promoção é real. Portanto procure em outras lojas pelo preço daquele produto ou faça uma rápida pesquisa na internet. Não se entusiasme facilmente, muitas lojas usam a palavra “promoção” apenas para capturar a atenção do público e levar ao consumismo.

6. Grupos de desapego: Consumismo consciente

O Facebook está cheio de grupos de desapego, além dele também temos sites como OLX, Enjoei e outros. No Facebook há os grupos de vendas com preços bem atrativos, alguns de troca (escambo) e tem até de doações. Lá você encontra produtos baratos com ótimo custo beneficio.

Bem como são uma saída para liberar espaço no seu guarda-roupa e casa e acima de tudo fazer um dinheirinho extra.

Leia também:

“Kotas: economize na assinatura da Netflix e Spotify”

“Aplicativo Magalu Descontos: Conheça o Super App”

Cristã, 23 anos, Formada em ciências econômicas. Escrevo para o Ideal Finanças e outros sites do grupo SED.

Artigos relacionados

Deixe um comentário