Orçamento pessoal dos sonhos em 8 passos simples

Seu orçamento pessoal está uma bagunça? não sabe como se organizar para sair das dívidas e ter mais dinheiro para realizar seus sonhos? Então leias todas as dicas que Preparamos para você neste artigo. Aqui você vai descobrir como é simples se organizar, e assim ter a sua estabilidade financeira.

Passo 1: Entenda o que é orçamento pessoal

Em primeiro lugar, você precisa entender do que se trata o orçamento pessoal, e como ele faz parte da sua vida. Até porque o dinheiro faz parte de 100% da nossa jornada, do inicio ao fim não fazemos nada sem ele. Dessa forma, entender sobre o assunto é fundamental, e irá elevar seu grau de maturidade e consciência financeira.

Com o conhecimento você dá um passo adiante e não fica apenas na frase “preciso parar de gastar”. Mas afinal o que é orçamento pessoal? Simples,  orçamento pessoal é a ferramenta que permite que você planeje suas finanças. Ele retrata a sua situação financeira, ou seja, mostra quais são seus ganhos e gastos ao longo do mês. Dessa forma, é possível fazer previsões, analisar custos e tomar decisões mais eficientes com o próprio dinheiro.

Para montar um bom orçamento pessoal, você deve anotar tudo o que recebe e o que gasta. Não apenas as suas despesas fixas, mas as rendas extras e os gastos variáveis que você faz no dia a dia. Assim, de uma maneira organizada o orçamento pessoal te fornece uma visão realista sobre seu padrão de consumo.

Passo 2- Descubra quais são os seu gastos mensais

Em segundo lugar, você precisa descobrir com o que está gastando. Principalmente se está faltando dinheiro e seus gastos excedem seus ganhos, existe algo que está errado. Então comece anotando todos os gastos que você teve no mês desde aluguel, planos de internet, ao lanche e a balinha que você comprou.

Divida tudo em duas categorias:

  • Fixo: gastos fixos são aqueles que você tem todo mês, mesmo que o valor varie como é o caso de luz e água.
  • variáveis: são todos os gastos que não são mensais, como compra de roupas, serviços, passeios.
Organização financeira orçamento pessoal
planejamento financeiro

Algo importante, se você fez uma compra parcelada ela deve ir para os gastos fixos. Após anotar tudo você pode vislumbrar qual é o seu custo real de vida e o que você gasta de maneira indevida. É seu dever analisar e descobrir o que é essencial para você e sua família e manter um padrão de vida que está de acordo com seu orçamento.

Passo 3: Corte os gastos desnecessários do seu orçamento pessoal

Aqui é um passo muito importante para manter a sua saúde financeira, cortar do seu orçamento pessoal tudo o que não é essencial. E para isso você vai se questionar sobre cada gasto variável, faça as seguintes perguntas:

  • Será mesmo que preciso de roupas novas todos os meses?
  • Preciso mesmo de doces/chocolates todos os dias?
  • Meus passeios podem ser em locais mais baratos ou gratuitos?
  • O que estou querendo comprar vai ser útil ou vai ser mais um objeto que vai ficar acumulando?

Responda sinceramente as perguntas, estas são apenas um exemplo, você deve adequar as perguntas a sua realidade. Não pense que a partir de agora você não vai mais ter o que goste ou vai parar de se divertir. Tenha em mente que está apenas replanejando sua vida financeira, para conquistar seus verdadeiros objetivos. Não é fácil nós sabemos disso, porém alguns sacrifícios precisam ser feitos a curto prazo.

Basicamente você se ajusta e muda seu estilo de vida por pouco tempo para que tenha liberdade financeira a todo tempo.

Passo 4: Use o cartão de crédito de forma inteligente

O seu cartão pode ser seu grande aliado ou pode ser o pior vilão do seu orçamento pessoal. Esse pequeno objeto se não for usado corretamente te gera dívidas, que se acumulam mês após mês. E ainda tem um fator critico que é as taxas abusivas que são cobradas por atraso. Diante disso qual é a forma certa de usar o cartão de crédito?

O primeiro cuidado a ter é não ver o cartão como parte da sua renda. O saldo disponível não pertence a você, apenas está disponível para ser emprestado, ou seja, você precisa devolver (pagar) este valor. Assim, tenha a certeza que os gastos feitos nele cabem no seu orçamento. E em segundo lugar, evite muitos parcelamentos.

Pois eles se acumulam e podem gerar problemas mais a frente. Sempre que possível compre á vista. Deixe os parcelamentos para compras de valor mais elevado, e mesmo assim não parcele em muitos meses.

Orçamento pessoal dos sonhos em 8 passos simples - cartao mastercard black
Cartão Black Mastercad

+ Leia também: 3 Benefícios de Ter uma Carteira Digital

Passo 5: Elimine suas dividas e tenha metas financeiras

Nesta parte do seu orçamento pessoal é importante que você se empenhe em quitar suas dividas. Se você tem empréstimos ou financiamentos em seu nome eles vão engessar seu orçamento. Ou se você tem dividas em lojas ou com cartão de crédito se preocupe em pagar essas dividas.

Geralmente quando você se interessa em renegociar a divida acaba conseguindo descontos para elimina-la de uma vez por todas. Quem não tem dividas tem mais liberdade no orçamento pessoal. E está mais bem preparado pra lidar com imprevistos ou situações de emergência.

Logo após fazer o levantamento das suas dividas, faça também uma lista de seus objetivos financeiros. Coloque o que você quer conquistar e em quanto tempo, por exemplo: trocar de carro ou comprar um carro, meta para daqui 6 meses. E então nesse período você vai trabalhar es e organizar para conseguir conquistar sua meta que é o carro.

Isso vale para qualquer objetivo: abrir um novo negocio, começar a investir, comprar uma casa, pagar o casamento, comprar um celular ou roupas. Enfim, coloque o que você deseja e tenha sempre em mente qual meta é mais importante. Para que uma meta não atrapalhe a conquistar a outra.

O celular novo pode esperar mais um pouco porque o mais importante é conseguir abrir o seu negocio. Dessa forma estabeleça uma hierarquia entre suas metas financeiras.

Passo 6: Crie uma reserva de emergência

Este provavelmente vai ser o passo mais difícil do seu orçamento pessoal. Até porque no inicio é provável que não sobre nenhum dinheiro. Entretanto não desista, qualquer valor que possa ser poupado deve ser considerado. Com o tempo e a organização vai começar a sobrar mais dinheiro.

O indicado por especialistas é guardar 10% da sua renda, mas se seu caso for crítico guarde nem que seja R$20,00 reais. Lembre-se de guardar o valor da reserva primeiro e só depois pague os outros gastos. Ela deve ser incluída nos gastos fixos, como “gasto” essencial. Não espere sobrar para guardar, indico que você leia nosso post “como guardar dinheiro ganhando pouco.”

Passo 7: Aumente sua renda para um orçamento pessoal flexível

Para ter total liberdade financeira além de eliminar gastos você precisa formar estratégias para aumentar sua renda. Para algumas pessoas que tem trabalhos fixos e cumpre uma carga horaria comercial, ganhar dinheiro extra parece muito difícil. Mas atualmente existe muitos serviços e sites que você trabalha apenas de 2 a 3 horas por dia e ganha em média R$400,00 mensais.

Renda extra
Renda extra

Se você não tem nenhuma ideia de o que fazer ou por onde começar indico que leia o post “Renda Extra: 7 ideias para ter mais dinheiro.” Com ele você você vai descobrir algumas formas de aumentar sua renda e ter a sua tão sonhada liberdade financeira.

Passo 8: tenha disciplina com seu orçamento pessoal

Certamente, se você não tiver disciplina nenhum dos passos anteriores vai funcionar como deveria. Por este motivo tenha disciplina, independente do seu sentimento ou preocupação siga a risca os passos. Faça o que precisa ser feito, nada de tentar sabotar a si mesmo, não permita isso.

Tudo depende unicamente de você, então se você realmente quer mudar sua situação e ter mais qualidade de vida persista. Não faça gastos fora do seu planejamento e não use frases como: “eu mereço porque eu trabalho tanto”. E é exatamente por isso, todo o seu trabalho não pode ser em vão. Não adianta trabalhar tanto e continuar endividado, não conquistar seus objetivos, não ter liberdade financeira.

Esses passos são o mais básicos, se você tem muita pressa em mudar de vida sugiro que continue a buscar mais conhecimento. Baixe planilhas pra organizar melhor seu orçamento pessoal, veja dicas sobre investimentos entre outras coisas. De qualquer maneira os anos vão passar e daqui 5 anos você vai estar justamente da maneira que decidiu hoje.

Se você decidiu por ser disciplinado e mudar sua vida agora, daqui 5 anos vai estar desfrutando do que está plantando hoje. Caso escolha continuar a viver como está, daqui a 5 anos você vai desejar ter começado hoje. E vai levar mais 5 anos para que você comece a ter sua liberdade financeira.

Conclusão – 8 passos para organizar seu orçamento pessoal

Por fim vamos recapitular as dicas que aprendemos aqui:

  1. Entenda o que é orçamento pessoal.
  2. Descubra quais são os seus gastos mensais.
  3. Corte os gastos desnecessários do seu orçamento pessoal.
  4. Use seu cartão de crédito com inteligência.
  5. Elimine suas dividas e crie metas financeiras.
  6. Crie uma reserva de emergência.
  7. Crie estratégias para aumentar a sua renda.
  8. Tenha disciplina e faça o que precisa ser feito.

Aqui está tudo o que você precisa fazer, se preferir anote em uma agenda ou no seu celular para não esquecer. E mais importante do que lembrar é fazer, comece agora mesmo a planejar o seu orçamento pessoal.

Se você leu até aqui quero lhe parabenizar e desejar sucesso para a sua vida financeira. Aproveite para deixar o seu comentário pra gente e compartilhe com seu amigo(a) que está precisando de ajuda financeira também.

Photo of author
publicado por
Marice Tolvai
Postado em:
Cristã, 23 anos, Formada em ciências economia. Escrevo para o Ideal Finanças e outros sites do grupo SED.

Deixe um comentário